João de Almeida


A uma primeira impressão, tudo nestes desenhos nos é familiar. Reconhecemos os sítios, os objectos representados, a luz, o espaço e o tempo. Mas quanto mais os olhamos, mais tudo se torna irreal e fantomático, como se o artista ao dizer falésias, pinheiros, nuvens, nos estivesse a dar simultaneamente uma evidência e uma obscuridade. São desenhos do oposto, em que de nada estamos certos senão da visão.

João Bénard da Costa, Director da Cinemateca Portuguesa

in english

 

Autor

João de Almeida, arquitecto com uma longa carreira iniciada em Lisboa em finais de sessenta, tem vindo a dedicar-se nos últimos anos ao desenho e à pintura. O meio que utiliza é o pastel seco sobre folhas de papel de grande formato, de um modo geral a preto e branco, mais recentemente também a cores. Os temas partem da observação da natureza, da paisagem – uma paisagem reconhecível, identificável com um lugar bem concreto da costa portuguesa que João de Almeida costuma frequentar.

Ler mais »

 

 

 
Autor | Obra | Pinheiros | Falésias | Mar e nuvens | Côr | Exposições | Lisboa 2008 | Pequim 2007 | Londres 2006 | Lisboa 2004

© 2007-2008 João de Almeida    ja@joaodealmeida.com    Última actualização: 26.Mai.2008     Ficha técnica         HTML 4.01   CSS   WAI AA